Atividades
Atividades na Sede

Artes

Ateliês de produção em cerâmica, desenho, pintura, gravura, tipografia, serigrafia, estamparia e ampliação de repertório, que estimulam a produção individual e coletiva, favorecendo a construção de linguagens pessoais e a noção de grupo. A expressão artística envolvendo a exploração de linguagens, a descoberta de poéticas e os rigores técnicos, é um instrumento potente para a sensibilização, educação dos sentidos e a compreensão espacial e formal.

Animação

Interação com recursos de áudio e vídeo, e estudo do desenho e softwares específicos à prática de animação. Também envolve o desenvolvimento de narrativas e construção de histórias e personagens.

Biblioteca

Além de um espaço que favorece a leitura,  a biblioteca é um polo centralizador para apoio das competências  escolares e promotora de atividades como sarau , batalha de quadrinhos, discussão de notícias veiculadas na imprensa atividades que colaboram com fluência do discurso e entendimento comunitário.

Capoeira

Valorização da cultura brasileira, autodisciplina e trabalho em grupo.

Corte e Costura

Atividade focada em desenvolver habilidades de confeccionar e modelar peças variadas e no uso de máquinas industriais.

Inglês

Iniciação à gramática, vocabulário e conversação da língua inglesa.

Marcenaria

A oficina de marcenaria busca através do fazer prático e experimental, resgatar habilidades ligadas à arte de trabalhar a madeira. Desde seu primeiro contato com a oficina, o aluno entra em um constante ciclo de produção do conhecimento e do autodesenvolvimento, que se dá através do diálogo entre o objeto produzido e seu próprio corpo, que inventa e reinventa o objeto.

Música (Áudio, Canto, Cordas e Percussão)

A música tem o poder de desenvolver uma série de aspectos na construção da subjetividade dos indivíduos, como a motricidade, o raciocínio lógico e a convivência em grupo. Sendo assim, esta oficina acolhe os alunos durante todo o período de formação dentro do Ateliê Acaia, começando com as crianças de 3 anos (de uma forma lúdica) até os jovens de 18 anos (visando já uma profissionalização). Ritmo, harmonia, melodia e tecnologia são a base do conteúdo, sempre visando a construção da musicalidade da cada um.

Oficina de Estudar

Essa oficina oferece propostas de atividades compatíveis com cada aluno, independente da série em que se encontra. Dessa maneira, não temos um sistema seriado. São aulas diárias e obrigatórias para alunos que cursam do sexto ao terceiro ano do ensino médio, agrupados por nível de conhecimento e facilidade com a aprendizagem:

  1. Adolescentes que estão decididos a fazer teste para escolas técnicas ou vestibulares para ingressar na faculdade. São ministradas aulas de português (abordagem em leitura e escrita) e matemática.
  2. Adolescentes que demonstram dificuldades na escrita e leitura de textos, e princípios matemáticos. São atendidos de acordo com as suas demandas específicas em cada área.
  3. Turma de alunos que apresentam grande dificuldade ou grande defasagem na relação idade/série escolar.

Oficina de Sentimentos

A relação com a saúde implica em cuidados fundamentais que promovam o desenvolvimento de forma integral, tendo a prevenção como foco de nossas ações. Através de uma escuta atenta e sensível buscamos compreender e ajudar na organização das crianças e suas famílias. Oferecemos espaços de atendimento psicológico (grupo e individual), assim como encaminhamento e acompanhamento à especialistas de diversas áreas.

Plantão de Estudos

Auxilia no bom desempenho escolar, funcionando com ajuda a pesquisa, trabalhos escolares e plantão de dúvidas.

Tipografia

Manhã e tarde

Vídeo

Oficina de formação na linguagem audiovisual; produção de exercícios de experimentações e curtas-metragens com roteiro; storyboard; fotografia; câmera; captação de som direto; maquiagem; música; edição; efeitos e finalização, nos gêneros ficção e documentário, edição e photoshop. 

Currículo:
Canal no Youtube: www.youtube.com/user/Olharesdobeco

Atendimento Jurídico

Ação sólida junto a comunidade, através de plantão semanal, as 3ªs e 5ªs feiras das 13 às 17 horas. Alguns entraves burocráticos e morosos do poder público municipal e judicial, muitas vezes frustram a expectativa, mas há também parceiros comprometidos com os quais contamos para dar uma assistência eficaz para a comunidade, a fim de garantir, ainda que minimamente, seus direitos.

Muitos êxitos já foram obtidos judicialmente e a mediação de conflitos em parceria com o Conselho Tutelar da Lapa e a Vara da Infância e Juventude dos Fóruns de Pinheiros e Lapa, nos faz crer que esse atendimento jurídico faz a diferença para as comunidades locais e do entorno da sede social do Instituto.

XILOCEASA

O XILOCEASA foi o primeiro grupo formado no Acaia, em 2005, por adolescentes da oficina de xilogravura que na sua maioria residiam nas redondezas do CEAGESP – Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo.

Em 2006 foi instalada uma tipografia artesanal no Ateliê para a produção de publicações e cartazes, integrando a xilogravura — arte de reproduzir imagens e textos por meio de gravuras que têm como matriz pranchas de madeira gravadas — com textos em tipografia, técnica de impressão manual tradicional

 

Reconhecimento

O XILOCEASA participou de exposições individuais e coletivas no Estúdio Buck e SESC Pompéia, entre outras, e integrantes do grupo participaram de intercâmbios culturais no Brasil e no exterior (Inglaterra e Canadá). O grupo também deu oficinas e contribui com ilustrações para revistas, jornais e capas de livros para a Editora 34 e Companhia das Letras. Ilustrou com xilogravuras capas da coleção de livros Letra da Cidade e ilustrou e imprimiu na tipografia livros desenvolvidos a partir de oficinas com autores de obras literárias.

O XILOCEASA produz, ainda, cartazes para a informação de interesse público, como campanhas de vacinação e outros, fixados principalmente nas favelas do Nove, da Linha e no conjunto Habitacional Cingapura.

Portfólio

Portifólio 2016 em PDF

 

2012

Portifólio 2012

2010

Epifania – publicação resultante das oficinas ministradas pelo grupo ao público visitante da 29ª Bienal de Arte de São Paulo no terreiro “Longe Daqui, Aqui Mesmo”.

  • Livro PROESIAS, de Alice Ruiz
  • Calendário 2011 do Instituto Acaia

2009

  • Animais, de Arnaldo Antunes e Zaba Moreau, e Exclamações para César Vallejo, de Fabrício Corsaletti, para a Coleção Letra da Cidade 2009.
  • Fronteiras – texto e xilogravura, fruto do projeto VAI da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Obteve o 1º lugar na Categoria Objeto de Produção Coletiva no 2º Prêmio Objeto Brasileiro do museu A CASA.

2008

  • Calendário Centro de Estudar Acaia Sagarana.

2007

  • Poços dos Desejos, do grupo XILOCEASA
  • Coleção Letra da Cidade:
    – Sampoema, de Flávio Viegas Amoreira
    – Rio Insone, de Alberto Martins
    – João, de Beatriz Bracher

2006

  • Real Pensamento
  • Palavra e Imagem

Ilustrações publicadas

  • Revista Pessoa, Lisboa, Portugal.
  • Ilustração de capa – A arte de ler ou como resistir à adversidade, Michele Petit, Editora 34, SP.
  • Ilustração para a revista Itaú Cultural.
  • Carta na Escola – texto Alberto Martins, maio de 2007, editora Confiança, São Paulo.
  • Ilustração de capa – Poema pedagógico, Anton Makarenko, 2005, Editora 34, São Paulo.
  • Ilustração de capa e quarta capa – Murilo Rubião – 3 volumes, editora Companhia das Letras, SP.
  • Ilustrações para o Suplemento Literário de Minas Gerais, Belo Horizonte.

Exposições e Mostras

Acesse XILOCEASA no Flickr

2010

  • Concepção e instalação de painel xilográfico no Instituto Análise, SP.

2008

  • Apresentação de portfólio na Semana de Artes da Unicastelo – Tipografia Acaia
  • Exposição no Estúdio Buck

2007

  • Palavra gravada e a Imagem impressa – Oficinas de Criatividade Sesc Pompéia, São Paulo.
  • Gráfica Artesanal – Tipografia Acaia, São Paulo.
  • Montagem painel Laura Teixeira – SESC Consolação, São Paulo.
  • Virada Cultural Paulista – Xilogravura e Poesia no bairro histórico do Valongo – Santos, São Paulo.
  • XILOCEASA e Artesãs da Linha Nove – Sesc Pompéia, São Paulo.
  • London Print Studio and Friends for Latin American Expression – Flame, Londres.

2006

  • Projeto XILOCEASA – VAI – Secretaria Municipal de Cultura, São Paulo.
  • Gravação de Xilogravura em Grande formato – Projeto Aberto Sesc SP e PUC – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo.
  • Centro Cultural Ventos Uivantes – distrito de São Francisco Xavier, São José dos Campos, SP.
  • Poesia e imagem – Xilogravuras e tipografia na galeria Favo, São Paulo.
  • Noir et Blanc – projeto de intercâmbio Atelier Presse Papier – CA no SESC Pompéia, São Paulo.

2005

  • Saldão das Artes – Ateliê Espaço Coringa, São Paulo.
  • XILOCEASA – Exposição coletiva, Centro Universitário Maria Antonia USP, São Paulo.

Oficinas

2010

  • Oficina de xilogravura no Dia das Crianças – SESC Santos.
  • Oficina de xilogravura no SESC Belenzinho.
  • Assistência na oficina de xilogravura em grandes formatos no Circuito SESC de ARTES.
  • Assistência na Oficina de Xilogravura em Grandes Formatos no SESC Santos.
  • Estágio no Espaço Atelier Kika Levy e Cris Rocha.
  • Apresentação de portfólio na Universidad de Playa Ancha, Valparaíso – Chile.

2009

  • Intercâmbio para estágio no Atelier Piratininga.

2008

  • Intercâmbio cultural “Entre la Habana e São Paulo” – Oficinas de Criatividade do Sesc Pompéia, São Paulo.
  • Coordenação de oficina de xilogravura – Museu da Casa Brasileira, São Paulo.
  • Monitoria do ateliê de xilogravura e tipografia do Ateliê Acaia, São Paulo.

2007

  • Oficina de Xilogravura em Ritápolis, MG.
  • Assistência em Oficina de Formação em Gravura – coordenadora Flávia Ribeiro, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo.

2006

  • Oficina de Xilogravura para Adolescentes – Projeto CRIAR, São Paulo.
  • Assistência em Oficina de Formação em Gravura – coordenadora Flávia Ribeiro, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo.

2005

  • Oficina de Gravura – Escola Boa Nova, São Paulo.
  • Intercâmbio para estágio no Espaço Coringa, São Paulo.
Olhares do Beco

O grupo avançado da oficina de Vídeo deu origem, em 2009, ao Olhares do Beco. O grupo já teve suas produções exibidas em edições do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, como Se Vira Malandro e Sabotagem. Em 2009, o Olhares do Beco finalizou um documentário sobre as obras de saneamento da Favela da Linha. Nesse mesmo ano, os educadores Barrie Birch e Bob Walters, da BBC – British Broadcasting Corporation, emissora pública do Reino Unido, realizaram um treinamento de um mês com os participantes do grupo, que resultou na criação de um documentário sobre a escola de samba Império Lapeano e no filme de ficção Old Friends.


Projeto

Em 2010, dois integrantes do Olhares do Beco visitaram, em Londres, a TalkBack Thames, principal produtora independente de programas de televisão da Europa, além dos estúdios da BBC e da BDP Media Group, onde escreveram um roteiro, escolheram locações e gravaram o vídeo BDP’s Brazilian Adventure.

O grupo também se dedica a documentar atividades externas do Ateliê Acaia, como o Encontro Infanto Juvenil de Capoeira, no CEU Perus, e a Oficina de Marcenaria, realizada por professores e alunos do Ateliê na Escola Vera Cruz.

Produção: Canal no Youtube “Olhares do Beco”

 

Jornal olhares do beco

Apoio

Toda a área de vídeo tem como parceira e incentivadora a produtora Primo Filmes.

 

 

Artesãs da Linha Nove

Artesãs da Linha Nove nasceu na oficina noturna de bordados do Ateliê Acaia. Seus produtos com design exclusivo, representam histórias de vida e cultura das bordadeiras com temas de marcante brasilidade. Produzindo peças variadas, têm em seu currículo painéis artísticos com desenhos exclusivos, expostos em diversas exposições. Participam de bazares e produzem por encomenda peças de cama, mesa e banho.

Espaço

Atualmente, caminhando para a autogestão, o grupo ganhou um espaço para comercializar sua produção: Rua Dr. Avelino Chaves, nº171 “A Casinha Amarela”.

 

Contato

Gerência de Produto: Maria Clemencia Viana dos Santos

Email: artesasdalinhanove@acaia.org.br

Fone: (11) 3644-4683

Sabia mais acessando o facebook das Artesãs da Linha Nove.